Páginas

30 junho 2013

O Caçador De Pipas

De Khaled Hosseini é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos,conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que  vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. 
Amir é rico e bem-nascido, covarde, em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que é analfabeto, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são fãs de histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. 
Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar 
contas com o passado.
 A história é cativante e curiosa. cativante devido a escrita fluida e simples que não peca em falta de detalhes ou no excesso deles, introduzindo apenas o essencial à constituição do enredo; Curioso pois a história se passa em um país do qual muitos de nós não tem um conhecimento muito grande: O Afeganistão. Além do desenvolver do personagem principal, também vemos as mudanças do país em seus vários períodos até os dias atuais. 
A autenticidade que o autor consegue passar ao falar de seu país de origem é envolvente e Consequentemente viciante, mostrando-se muitas vezes até surpreendente após certos fatos serem 
apresentados ao leitor no decorrer da obra, fazendo com que o local em que a maior parte do livro 
se passa seja praticamente vivo, desempenhando um papel de mesma importância que um personagem poderia ter.
Com enredo emocionante, a trajetória de um protagonista defeituoso, covarde e vulnerável às tentações da vida, e seu amigo que se mostra honrado e mais sábio do que o outro jamais foi, nos deixa sedentos pela próxima página ansiosos para saber se o covarde Amir superará seus defeitos e se o horando 
Hassan também se mostrará falho assim como seu amigo. 

A obra além de contar trajetória de dois garotos afegãos,coloca em cheque o verdadeiro significado da palavra amizade e o poder que tal significado tem na vida de cada ser humano, desde o nascimento até próximo da morte. 

Boa leitura ...

Um comentário:

  1. Oi Linda Lemos !
    Gostei da apresentação do livro. Fiquei interessado. Vou procura-lo. Obrigado pela sugestão !

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar.

paginas